sábado, 28 de abril de 2012

Respirar Lisboa !

Dias em que num momento de "pausa" voltamos ao nosso País e o revivemos com a paixão de quem aproveita minutos e segundos de momentos de um sabor único... mesmo quando deixamos os nossos maiores tesouros com o papá e ao telefone ouvimos um delicioso;

- Adoro-te Mamã...tenho tantas saudades!!!!

E só passou um dia...
Apesar da distancia, das horas de viagem, da diferença de clima...

Esta pequenina pausa, dos dia-a-dias cheios de risos, gargalhadas, choros, brinquedos espalhados pela casa, almoços, jantares, lanches, jogos de playstation, filmes infantis, colagens, pinturas e tudo o que possam imaginar que se vive numa casa com uma mãe que, é tão, mas tão presente (presente demais), que precisa de sair um bocadinho para sentir que afinal eles sabem viver, tem um sabor especial, um gostinho agri-doce !!!

Não posso dizer que as saudades não são avassaladoras mas também não posso deixar de dizer que me faz tão bem, por breves instantes apreciar um bocadinho do meu eu e da minha cidade que hoje permito-me dizer à boca cheia...é a cidade mais bonita do Mundo!!!!

Adoro Lisboa!!!!

E adoro a "Lisbon Lovers" no Príncipe Real...


E todas as iniciativas que nos fazem respirar Lisboa!!!!

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Nove anos....


Hoje é um dia muito Especial...Desde muito cedo, por aqui... (aos três anos, se não estou em erro), começamos a fazer uma espécie de jogo que consiste em sentar-mo-nos no chão, em roda, e falarmos de tudo o que nos aconteceu ao longo do dia, lembramos o que de bom nos aconteceu e o que gostamos menos, e logo após esta pequena partilha acabamos sempre a agradecer tudo o que temos.

Hoje mais do que nunca agradecemos o Príncipe Tomás e os seus nove anos junto de nós!






quinta-feira, 19 de abril de 2012

Amor escrito com um pau de giz


Hoje foi um daqueles dias em que, de repente, nada foi como estava planeado, e dando largas à imaginação, impôs-se, por força das circunstancias, adaptar da melhor forma o nosso tempo e a logística das Gotinhas.

Numa solicitação que me reteve durante toda a hora do almoço, e sem ter forma de os avisar que não seria eu a ir buscá-los à escola, nem seria eu a dar-lhes o almoço, como é habitual...Muito embora tivesse avisado a empregada e pedisse para ela lhes dizer que a mãe já voltava, fiquei com uma estranha sensação que eles podiam ficar preocupados, e a minha preocupação passou a ser a preocupação deles, enfim, coisas de mãe...

Eis senão quando, chego a casa já tarde, e lhes perguntei se estavam preocupados ou assustados, e com um enorme sorriso eles me disseram;

- Não Mãe, tu foste passear com o Pai!!!Nós vimos a mensagem que nos deixaste na casa de banho...

Levei uns tempos a pensar...mensagem? qual mensagem?

- Esta, vem cá ver!!!!

E dirigiram-se à casa de banho onde eu, esta manhã, por brincadeira e para experimentar uns lápis de giz tinha escrito a frase "vou ali ser feliz e já volto...".

Nunca mais me lembrei, mas eles ficaram felicíssimos e receberam-na como uma mensagem para eles.

São estes pequenos nadas que me fazem acreditar na força do amor, e também eu fiquei com um enorme sorriso no lábios...Sem eu saber, eles estavam descansados e felizes porque a Mãe estava com o Pai, pela leitura que fizeram desta mensagem.

Há lá melhor ocupação, trabalho ou emprego que o de ser Mãe??? Faz-me verdadeiramente Feliz, sou de certeza uma pessoa melhor e sinto-me realizada em todas as minhas vertentes, humana, física e
intelectual, tenho um contrato para o resto da vida e a retribuição é um amor sem limites, haverá melhor? Não, seguramente que não...




quarta-feira, 11 de abril de 2012

Viver sem estações do ano...ou não!!!!

Hoje acordei a pensar o quanto é estranho viver sem estações do ano.

Nós que fazemos parte de uma família marcadamente tradicional, em que todos os pretextos servem para celebrar...nós que adoramos marcar cada passagem ao longo do ano com pequenas coisas a que chamamos tradições...nós que amamos sentir saudades dos casacos e das botas...nós que vibramos com o florescer da primavera e os tons do outono..

Assim de repente, passamos a viver uma experiência singular, viver o ano inteirinho sem diferenças climatéricas....um ano inteirinho de calor e sol que só abranda mesmo nos meses em que é verão em Portugal, e nós estamos lá!

Tudo inventamos e fazemos para tentar marcar e celebrar as datas importantes, como sempre o fizemos, mas por vezes o sabor não é igual.
A alegria é a mesma, mas o sabor, e falo por mim,deixa-me uma estranha sensação de pensar mais nisso mesmo, sem conseguir reproduzir na totalidade o momento...com o mesmo sabor... se me faço entender!

E não, não são saudades....é apenas uma realidade que desconhecia.
Sempre soube, de forma consciente, que sou uma pessoa muito conservadora e tradicional, que os pequenos nadas são muito grandes e que vida é celebrar.


Estas são as nossas estações do ano...e as vossas, já pensaram nisso?

Primavera: Crescer

Verão: Coração

Outono: Paz

Inverno: Recolhimento





poderá gostar ainda de lêr...